Um rebelde separatista pró-russo é acusado de roubar um anel de ouro dos pertences de uma das vítimas do voo MH17. A autenticidade das imagens não foi ainda verificada e a intenção do homem ao colocar o anel dentro de um pacote não foi confirmada. As imagens estão, contudo, a circular nas redes sociais e a provocar as mais veementes reações.

De acordo com o «Daily Mail», as imagens estão a circular nas redes sociais desde segunda-feira e foram retiradas de um vídeo entregue à BBC pelos próprios rebeldes. Nelas podem ver-se diversos milicianos a remexer nas bagagens das vítimas.