Os manifestantes ucranianos puseram hoje fim ao assalto a um edifício no centro de Kiev, que estava ocupado por cerca de uma centena de polícias, informou a agência Efe.

Os manifestantes partiram as janelas do edifício, que era o antigo Museu Lenin, e começaram a lançar cocktails molotov e petardos para o seu interior, o que causou vários incêndios, que foram extintos pelos polícias.

A partir do interior do edifício, os agentes respondiam aos manifestantes com gás lacrimogéneo e canhões de água.

Recorde-se que a oposição recusou as propostas feitas pelo presidente ucraniano, Viktor Ianukovitch, que convidou Arseni Iaseniuk - líder do partido Baktivchtchina da opositora presa Iulia Timochenko - e Vitali Klischko - ex-pugilista e candidato à presidência - a integrarem um governo de poderes alargados, como primeiro-ministro e vice-primeiro-ministro, respetivamente.