Tinha apenas oito anos, mas morreu como um herói. Tyler Doohan salvou a família de um incêndio, que não lhe perdoou a afronta. Aconteceu nos Estados Unidos, em Rochester, Nova Iorque.

Na madrugada de segunda-feira foi o único que deu pelo fogo que já consumia a caravana dos avós e que partilhava com mais oito familiares, entre eles dois primos, uma tia e um tio em cadeira de rodas. Não fugiu e acabou por morrer a tentar salvar o tio.

Sozinho, Tyler acordou os primos de quatro e seis anos, que conseguiram escapar, tal como a mãe das crianças e a sua avó.

Um curto-circuito terá estado na origem do incêndio que tirou ainda a vida ao tio de Tyler e ao seu avô.

O chefe dos bombeiros de Penfield, Chris Ebmeye, assegurou que se não fosse Tyler a tragédia teria sido maior. «Ele salvou seis pessoas, é um herói», afirmou.