Pelo menos 47 pessoas morreram hoje na sequência de um sismo, e das réplicas que se seguiram, no noroeste da China, de acordo com o mais recente balanço oficial.

O sismo de 5,9 e as réplicas de magnitude inferior que se seguiram causaram 47 mortos e 296 feridos graves, indicou um responsável do centro sismológico da província de Gansu, à agência noticiosa francesa AFP.

O Instituto Geofísico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) informou que foi registado um terramoto de magnitude de 5,9 pelas 07:45 locais (01:45 em Lisboa), ao passo que, de acordo com o centro sismológico chinês, o abalo, que ocorreu entre as localidades de Minxian e Zhangxian, teve uma magnitude de 6,6.