A rainha de Inglaterra, Isabel II, disse esta sexta-feira estar «profundamente triste» com a morte de Nelson Mandela, acrescentando que o antigo líder sul-africano «trabalhou de forma incansável para o bem do seu país».

Um comunicado divulgado esta sexta-feira pelo Palácio de Buckingham afirma que a rainha lembra o «calor» dos encontros que teve com o ex-líder sul-africano e envia as suas condolências à família.

«A rainha ficou profundamente triste ao saber da morte de Nelson Mandela na noite passada. Ele trabalhou incansavelmente para o bem do seu país, e o seu legado é a paz que hoje vemos na África do Sul», diz o comunicado.

Muitos são as figuras públicas que têm prestado homenagem ao Prémio Nobel da Paz.