Uma bebé de dois anos foi levada de helicóptero para o hospital, esta segunda-feira, depois de ter sido atacada por um cão da raça perigosa pit bull, em League City, uma cidade do Estado norte-americano do Texas.



A mãe da bebé também ficou ferida ao tentar proteger a filha do ataque do cão. O pit bull pertencia ao namorado da mãe que terá encarregado a progenitora de «tomar conta» do animal. O ataque aconteceu às 8:45 (hora local).

A bebé ficou ferida com ferimentos graves no rosto e na cabeça. A mãe tentou separar o animal da filha e acabou por ficar ferida nas mãos e nos braços.

Segundo a polícia, os primeiros agentes a chegar ao local foram obrigados a abater o cão, dada a agressividade do pit bull.



Em Portugal, estão registados mais de 15 mil raças perigosas. Já este ano a GNR fez uma fiscalização onde multou 496 donos de cães. Desde 2007, as autoridades registaram mais de 300 ataques de raças consideradas perigosas.

Em 2012, morreram duas pessoas atacadas por cães perigosos, uma delas uma bebé de ano e meio, atacada no Porto. No ínicio de 2013, um menino também de ano e meio, em Beja, foi também morto por um pit bull.