Dois turistas norte-americanos, detidos na Coreia do Norte em abril, alvo de várias acusações por parte de Pyongyang, incluindo «atos hostis», vão ser julgados, anunciou hoje a agência estatal KCNA.

Provas e os próprios testemunhos de Matthew Miller Todd e Jeffrey Edward Fowle confirmaram as suspeitas de que praticaram «atos hostis», pelo que estão em curso os preparativos para que sejam presentes a tribunal, detalhou a agência oficial norte-coreana.

Jeffrey Edwards Fowle, de 56 anos, foi detido após ter sido acusado de deixar uma bíblia no quarto de hotel, enquanto Matthew Todd Miller, de 24 anos, por protagonizar um suposto incidente à sua passagem pela imigração em abril, quando rasgou o seu visto e pediu asilo ao país comunista.

O Departamento de Estado Norte-americano já reagiu à notícia e já apelou à Coreia do Norte que liberte os dois cidadãos norte-americanos.

Segundo a Reuters, uma porta-voz do Departamento, Jen Psaki, afirmou que foi pedida a libertação com base em preocupações «humanitárias» pelos dois jornalistas.