Pelo menos 35 pessoas morreram e mais de 50 ficaram feridas esta sexta-feira na sequência de uma explosão de um carro armadilhado na província síria de Hama, no centro do país, noticiou a agência estatal SANA.

Entretanto, o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), em comunicado, elevou para 37 o número de vítimas sublinhando a possibilidade de o número total de mortos poder vir a ser superior dado o estado de saúde de uma grande parte dos feridos ser considerado grave.

O OSDH especificou também que a explosão teve lugar na aldeia de Al Hurra, nos arredores da cidade de Hama.