Os Estados Unidos confirmaram, este sábado, terem detetado o terceiro caso de Síndrome Respiratório por Coronavírus do Médio Oriente (MERS-CoV).

A informação foi revelada depois de os resultados laboratoriais dos exames efetuados a um paciente do Illinois terem dado positivo.

Este caso figura, segundo as autoridades norte-americanas, como o primeiro de transmissão ocorrida em território norte-americano.

A Arábia Saudita registou mais cinco mortos por infeção pelo coronavírus da Síndrome Respiratória do Médio Oriente (MERS), elevando para 168 o número de casos fatais no país.

No mais recente balanço publicado, este sábado, no seu portal na Internet, o Ministério da Saúde indica que já foram registados 529 casos no país desde que a MERS apareceu pela primeira vez em 2012.

A Arábia Saudita tem sido o país mais afetado pela MERS, com a maioria dos casos e mortes, mas o Egito, a Jordânia, o Líbano, a Holanda, os Emirados Árabes Unidos, e os Estados Unidos também já registaram casos de infeção, a maioria dos quais respeitantes a pessoas que tinham estado na Arábia Saudita.