O barco usado por Jacques Cousteau está a ser restaurado e preparado para a comemoração do centenário de nascimento do explorador, de modo a abrigar uma exposição em França, avança a BBC.

O barco Calypso ajudou o oceanógrafo a captar as suas primeiras imagens do fundo do mar. Um ano antes da morte de Cousteau, em 1996, Calypso chocou com outro barco em Singapura e ficou danificado, acabando por naufragar.



Actualmente está a ser restaurado pela Cousteau Society, uma equipa liderada pela viúva do explorador, Francine Cousteau, e o objectivo é abrigar uma exposição que vai incluir mini submarinos criados por Cousteau, tanques de oxigénio, roupas de mergulhador e outros equipamentos que o oceanógrafo utilizava nas expedições.

«Faz muitos anos que este grande embaixador dos mares e oceanos navegou pela última vez», afirmou a mulher de Cousteau.