As autoridades japonesas começam hoje a retirar cerca de 120 residentes da ilha de Izu Oshima, a mais devastada pela passagem, na semana passada, do poderoso tufão «Wipha» antecipando a iminente chegada ao arquipélago de um novo ciclone.

A aproximação do tufão «Francisco», o 27.º da temporada no Pacífico, provocou já a retirada preventiva de parte da população da ilha, situada a cerca de 100 quilómetros a sul de Tóquio, onde o anterior tufão deixou 29 mortos e 16 desaparecidos, de acordo com o mais recente balanço.

Segundo confirmaram as autoridades de Izu Oshima à agência Kyodo, a evacuação vai ter início hoje à tarde, dado que se prevê que o tufão «Francisco» volte a assolar a ilha a partir de sexta-feira com fortes ventos e chuvas torrenciais.