Uma das premiadas deste ano com o Nobel da Medicina, a chinesa Tu Youyou, disse esta terça-feira não ter ficado surpreendida com a distinção, sublinhando que o prémio honrou todos os cientistas do seu país.

“Realizámos esta investigação ao longo de várias décadas. Por isso, ganhar este prémio não foi uma surpresa”, disse a cientista de 84 anos ao jornal Qianjiang Evening News, da sua província natal de Zhejiang.

O prémio foi atribuído a três cientistas, incluindo a Tu pela descoberta da Artemisinin, um medicamento baseado num antigo remédio tradicional chinês, que tem reduzido significativamente a taxa de mortalidade em pacientes que contraíram malária.

Youyou foi a 12ª mulher a receber o Nobel da Medicina, em 105 prémios atribuídos desde 1901. Este prémio tem o valor de oito milhões de coroas suecas, isto é, cerca de 850 mil euros.