Donald Trump afirmou esta quarta-feira que o ataque do 11 de setembro, nos Estados Unidos, não teria acontecido se a proposta de proibição da imigração muçulmana, que é defendida pelo candidato republicano, fosse implementada.

As pessoas que derrubaram o World Trace Center, com a política de Trump não teriam entrado nos Estado Unidos”, disse o candidato presidencial em Daytona Beach, na Flórida. 

O ataque às Torres Gémeas a 11 de setembro de 2001 matou mais de três mil pessoas e desencadeou uma série de conflitos entre os norte-americanos e o Médio Oriente.

De acordo com o The Huffington Post, as declarações de Trump parecem ignorar que, antes do ataque de 11 de setembro, os Estados Unidos não tinham razões para temer o terrorismo por parte de imigrantes do Médio Oriente.

Segundo as políticas de imigração da campanha do candidato republicano, cerca de 1,6 mil milhões de muçulmanos serão proibidos de realizar viagens para os Estados Unidos.

Também os cidadãos migrantes provenientes de países onde há terrorismo deverão ver a sua entrada proibida nos Estados Unidos e o candidato específica que haverá, inclusivamente, um processo de seleção muito mais rigoroso para aqueles que viagem da Síria.