Houve mais um incêndio num  arranha-céus no Dubai, poucos dias depois de outro ter deflagrado num prédio de 86 andares.

Desta vez, na torre residencial Tiger, localizada no mesmo bairro, onde na passada quinta-feira deflagrou um incêndio na Torre Torch, uma das maiores do mundo.

As elevadas temperaturas são apontadas como a causa destes incêndios. A AP cita o responsável da Defesa Civil do Dubai, Amer Abdulwahab al-Qahtani, que indicou que o fogo começou junto a umar roupas estendidas numa varanda do 53º andar da torre.

Acredita-se que um cigarro ou uma combustão de outro cariz terá desencadeado as chamas, que se propagaram rapidamente dado o intenso calor ao final da manhã. Os termómetros alcançaram os 43º.

Na rede social Twitter, foram partilhadas imagens da torre Tiger, situada no bairro Marina, onde se via  fumo negro a sair dos andares mais altos.

 

As equipas de socorro chegaram rapidamente ao local e o fogo foi dominado. Os residentes já começaram a regressar a casa e não há notícia de feridos.