Um voo que partiu de Los Angeles para Tóquio voltou para trás, esta terça-feira, depois de um passageiro ter embarcado nesse voo por engano. 

O voo 175 - da companhia aérea All-Nippon Airway (ANA) -  que fazia a ligação entre Los Angeles, nos Estados Unidos da América, e Tóquio, no Japão, contava com 150 pessoas a bordo e foi interrompido ao fim de quatro horas de viagem, depois dos tripulantes terem percebido que um dos passageiros estava no voo errado. 

Perante o sucedido, a All-Nippon Airway emitiu, esta quarta-feira, um comunicado, onde pede desculpa aos passageiros pelo sucedido, referindo que está a investigar as causas que provocaram o erro.

Durante o voo, a tripulação percebeu que um dos passageiros embarcou no voo errado e alertou o piloto. Como parte do procedimento de segurança da companhia aérea, o piloto decidiu regressar ao aeroporto de origem, onde o passageiro desembarcou. A ANA está averiguar a situação, para determinar como o passageiro embarcou no voo e pede desculpas aos passageiros pelo inconveniente."

Entre os passageiros, encontrava-se a modelo Chrissy Teigen, com o marido John Legend, que relatou na sua conta do Twitter o episódio. 

Quatro horas num voo de onze e estamos a voltar para trás, porque temos um passageiro que não é suposto estar neste avião. Porquê? Por que é que temos que ir todos atrás? Não sei", disse a modelo americana.  

 

Segundo referiu Chrissy, o passageiro tinha um bilhete da United Airlines, uma companhia aérea totalmente diferente. 

A modelo não parou as publicações e escreveu, em tom de brincadeira, que não iria conseguir dormir até perceber como é que aquela pessoa conseguiu entrar no voo errado. 

Teigen contou, ainda, que os passageiros tiveram de permanecer no avião, em LA, durante cerca de 20 minutos, para que a polícia interrogasse alguns passageiros. 

Cinco horas depois, a modelo informou que ia descolar novamente em direção ao Japão.