O novo primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e o primeiro-ministro paquistanês, Nawaz Sharif, reuniram-se num encontro histórico. Na reunião, Modi pediu a Sharif que ele aja contra militantes e acelere o julgamento dos suspeitos dos ataques de 2008 em Mumbai, na Índia.

A conversa ocorreu no primeiro dia de Narendra Modi no cargo, depois de Sharif comparecer à cerimónia de tomada de posse do primeiro-ministro indiano na segunda-feira. Algo que não acontecia desde que os dois países conseguiram a independência, em 1947.

Índia e Paquistão sempre alimentar relações tensas e já disputaram três guerras. O principal foco de tensão é o território de Caxemira.

No encontro, o líder paquistanês disse que os dois países deveriam deixar o «legado de desconfiança» e trabalhar em prol da paz e da estabilidade. «Foi dito que o Paquistão deve cumprir seu compromisso para prevenir que seu território e os territórios sob seu controle sejam usados em atos terroristas contra a Índia», informou o ministro de Relações Exteriores da Índia, Sujatha Singh.

De acordo com a BBC, a mesma fonte indicou que os dois países também trataram de suas relações comerciais, e «Modi disse que os dois países podem trabalhar imediatamente para normalizar os seus laços».