As autoridades do Texas identificaram o autor do tiroteio que provocou esta sexta-feira, pelo menos, dez mortos e dez feridos numa escola no Estado do Texas como sendo Dimitrios Pagourtzis, um estudante de 17 anos.

Segundo a televisão CBS, Pagourtzis é o presumível assassino de nove estudantes e de um professor, que são até agora as vítimas mortais do tiroteio ocorrido numa escola secundária em Santa Fé, cidade localizada 55 quilómetros a sudeste de Houston.

Imagens divulgadas nas contas de Pagourtzis em várias redes sociais, publicadas por vários meios, mostram este jovem com armas, símbolos nazis e uma camisola com o lema ‘Born to Kill’ (‘Nascido para Matar’, em inglês).

Donald Trump já classificou o ocorrido como um “ataque horrível”.

O incidente de hoje acontece cerca de três meses depois de um outro num liceu em Parkland, na Florida (sul dos Estados Unidos), onde um jovem de 19 anos abateu a tiro 17 alunos e funcionários.

Os acontecimentos em Parkland geraram então uma vaga de protestos a nível nacional, liderada pelos próprios estudantes daquele liceu, contra a legislação relacionada com o porte de armas nos Estados Unidos e os interesses associados ao setor.

Em abril passado em Dallas, Donald Trump e Mike Pence discursaram na convenção anual da Associação Nacional de Armas (NRA, na sigla em inglês).