Confrontos entre rebeldes e forças governamentais provocaram esta quinta-feira três mortos e 21 feridos no aeroporto de Aden, no Iémen, segundo avança a CNN. 

O tráfego aéreo está esta quinta-feira encerrado, segundo apurou a AFP. 

Desde 2011 que o país vive um clima de instabilidade política. O presidente Abdu Rabu Mansour Hadi, no poder há 33 anos, foi colocado sob prisão domiciliária em Sanaa, a capital, mas conseguiu escapar no mês passado, precisamente para Aden, de onde fez saber que continuava presidente do Iémen.