«Foi um ataque coordenado. Entre a casa onde eu estava e o quartel da polícia. Houve tiros durante várias horas e foram lançadas granadas artesanais contra o quartel», disse Vicente da Silva Guterres



«Eu estou bem e a minha família também. Espero que não tenha sido um ataque a mim», disse à Lusa.