O governo australiano pediu à polícia federal para investigar se o advogado Bernanrd Collaery pode ser acusado de divulgar informação classificada sobre alegada espionagem da Austrália em Timor-Leste durante as negociações dos tratados sobre gás e petróleo.

Segundo uma notícia divulgada no «The Sydney Morning Herald», a investigação da polícia federal foi confirmada após ter pedido ao canal de televisão australiano ABC para entregar material relativo aquela operação, especialmente as entrevistas não editadas dadas pelo advogado Bernard Collaery.

Bernard Collaery é o advogado australiano que representa Timor-Leste em Haia no tribunal internacional de arbitragem.