Um incêndio de grandes dimensões, que deflagrou, esta sexta-feira, num arranha-céus no Dubai, num dos maiores edifícios residenciais do mundo, obrigando à sua evacuação, foi declarado extinto.

O fogo no edifício conhecido por «Torch» (Tocha), com 79 andares e mais de 300 metros de altura, foi declarado extinto, cerca de três horas depois, indicou a Defesa Civil do Dubai.

Não foram registados mortos ou feridos.

O incêndio, cujas causas se desconhecem, terá começado no 50.° andar e alastrado a outros pisos da torre residencial de luxo.

Leah Polonenko, uma testemunha citada pela cadeia televisiva CNN, indicou que pelo menos quatro prédios vizinhos foram evacuados por precaução.

O edifício com 79 andares, mais de 300 metros de altura e 676 apartamentos, apelidado de «The Torch», já foi o prédio residencial mais alto do mundo, quando foi completado em 2011.
 
Segundo o site «Gulf News», o incêndio começou no 50.° andar e espalhou-se pelo edifício.