As autoridades de Houston, no Texas, resgataram mais de 100 imigrantes de uma casa onde estavam retidos contra a sua vontade, avança a CNN. Entre as vítimas, cujas as idades variam entre os cinco e os 47 anos anos de idade, estão mulheres e crianças, afirmou o porta-voz da polícia John Cannon. Uma das mulheres estava grávida e foi transportada para o hospital, mas a maioria aparentava estar bem de saúde.

«Ninguém parece estar seriamente ferido. Tinham fome, sede e estavam cansados», avançou a mesma fonte. Os imigrantes eram oriundos das Honduras, Guatemala, El Salvador e México. Estavam todos dentro de uma casa com cerca de 130 metros quadrados.

Durante a operação foram detidas cinco pessoas, mas ainda não são conhecidas as acusações que pendem sobre os mesmo. Greg Palmore dos serviços de Imigração acrescentou que, nos seus cinco anos de serviço na região, nunca tinham encontrado um grupo de imigrantes tão grande como este.

As autoridades receberam um alerta da família de uma jovem de 24 anos, que foi contactada para entregar «um resgate» pela rapariga. Quando o raptor não apareceu, a família notificou a polícia.

A polícia não explicou como chegou à casa, mas revela que foi montada uma operação que levou à descoberta dos imigrantes e detenção de várias pessoas. Tinha em sua posse documentos que indiciavam atividade criminal e armas.

Maioria das vítimas estava fechada há dois/quatro dias. Apenas uma mulher disse lá estar há duas semanas.