Quatro homens de nacionalidade marroquina foram detidos, dois deles em Espanha (Ceuta e Alicante) e outros dois em Marrocos (Tetuão e Fnideq), numa operação conjunta entre os dois países contra o terrorismo.

Os detidos, segundo um comunicado de hoje do Ministério do Interior de Espanha, integravam duas células extremistas radicadas nos dois países, que atuavam de forma coordenada e em colaboração direta com a organização terrorista Estado Islâmico.

A operação foi realizada por agentes da Polícia Nacional e da Direção Geral de Vigilância do Território (DGST) de Marrocos, em colaboração com o Centro Nacional de Inteligência.