A polícia da Malásia confirmou esta segunda-feira a detenção de dois homens e de uma mulher por alegadas ligações ao atentado à bomba perpetrado em meados de agosto num templo em Banguecoque.

O chefe da polícia, Khalid Abu Bakar, precisou que dois dos detidos têm nacionalidade malaia e outro paquistanesa, mas não revelou o tipo de envolvimento no ataque nem quando foram realizadas as detenções.

As autoridades locais procederam à captura dos suspeitos com base em informações facultadas pela policía tailandesa, segundo o diário The Malaysia Insider.

De acordo com a BBC, os suspeitos são dois homens e uma mulher, detidos graças a informações providenciadas pelas autoridades da Tailândia, país que tem em curso operações para encontrar os responsáveis pelo ataque que, a 17 de agosto, matou 20 pessoas e feriu 120.