Pelo menos 237 pessoas morreram e 1.381 ficaram feridas no noroeste do Paquistão na sequência do sismo de 7,5 na escala de Richter, registado na segunda-feira no nordeste do Afeganistão, segundo o mais recente balanço oficial.

A província de Khyber Pakhtunkhwa, na fronteira, foi a zona mais atingida em território paquistanês, com 162 mortos e 1.217 feridos, informou esta terça-feira a Autoridade Nacional de Gestão de Desastres do Paquistão num comunicado citado pela agência Efe.

O anterior balanço, de segunda-feira, dava conta de 154 mortos no Paquistão e de pelo menos 84 no Afeganistão.

O epicentro do sismo foi a 213 quilómetros de profundidade, a 254 quilómetros a nordeste da capital afegã, Cabul, numa área remota do país, na cordilheira Hindu Kush. O número de vítimas deve continuar a aumentar, uma vez que as comunicações estão cortadas em grande parte dessa cordilheira, que é a área mais afetada.