O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou esta terça-feira que para si “a mulher é antes de tudo uma mãe”, durante o Dia Internacional dos Direitos das Mulheres, marcada no país por manifestações denunciando a “hegemonia masculina”.

Perante uma assembleia feminina em Ancara que o ovacionou, o conservador islamita Erdogan afirmou: “Sei que ainda há alguns que ficam incomodados, mas para mim a mulher é antes de tudo uma mãe”.

O homem forte da Turquia, que dirige o país desde 2002, insurgiu-se contra o sistema capitalista, que acusou de “escravizar” as mulheres por razões económicas e sublinhou a necessidade de “salvaguardar a família”.