Um agente da autoridade da Polícia do Manara, nos Estados Unidos, atropelou um homem suspeito de ter cometido diversos crimes, na manhã de 19 de fevereiro. O incidente foi filmado pela câmara instalada no carro da polícia. O vídeo acabou por ser divulgado esta semana. 

Por ver-se o carro em que seguia o polícia Michael Rapiejko a embater contra Mario Valencia que seguia a pé com uma arma roubada. A viatura embateu no suspeito e derrubou uma parede de cimento, ficando com danos no vidro dianteiro. 

Antes de iniciar a perseguição, ouve-se outro agente que estava num segundo carro da polícia a informar todas as unidades que o suspeito estava armado, dizendo repetidamente aos agentes para ficarem sempre nas costas de Valencia. 

Segundos depois, Rapiejko embate no suspeito e ouve-se  outro agente a gritar através do rádio: «Oh! Jesus Cristo, homem no chão, homem no chão».  Após o incidente, os polícias saíram dos veículos e correram, sempre de armas prontas, para o homem que estava deitado no chão. 

«É um criminoso perigoso, que estava ligado a uma onda de crimes. Tinha acabado de roubar uma arma carregada e não obedecia às ordens das autoridades», afirmou o agente da Polícia do Manara, Chris Warren. 

A polícia do Arizona acredita que «salvou a vida» de Mario Valencia que tinha anteriormente ameaçado cometer o suicídio. 

«Muitos empregados estavam a trabalhar e outros estavam prontos para fazer o seu intervalo. Ele estava a dirigir-se para as empresas [para cometer os crimes]. Por isso tivemos de tomar medidas imediatas e ter a certeza de que ele não conseguia chegar a essas empresas», acrescenta Warren. 

Mario Valencia foi transportado para o Centro Médico da Universidade do Arizona onde recebeu tratamento durante dois dias, tendo sido de seguida transferido para a prisão de Pima. Enfrenta 15 acusações e deve comparecer a tribunal no dia 18 de maio.