A polícia espanhola deteve um cidadão marroquino suspeito de recrutar jovens para a causa jihadista através das redes sociais.

Segundo o comunicado do Ministério do Interior espanhol, divulgado pela Reuters esta terça-feira, o estrangeiro a viver em Valência, mantinha comunicação com o Estado Islâmico e já tinha manifestado o desejo de se radicalizar e juntar às fileiras do Daesh.

A Espanha deteve, só este ano, 25 pessoas suspeitas de ligações aos jihadistas, de acordo com os dados do Ministério do Interior.