O Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela declarou, nesta segunda-feira, que todas as decisões do parlamento, controlado pela oposição, serão inválidas, depois de três deputados terem sido investidos apesar de suspensos por aquele órgão.

O Supremo Tribunal de Justiça considerou “nulos” os atos passados pela Assembleia Nacional venezuelana, enquanto os três membros da oposição permanecerem como deputados, segundo a decisão.

Os parlamentares que apoiam Nicólas Maduro pediram no passado dia 7 ao Supremo Tribunal de Justiça que declare a nulidade de qualquer decisão tomada pela Assembleia Nacional, enquanto continuarem em funções três deputados a quem foi suspensa a função por dúvidas em relação ao seu processo de eleição.