Mais de 100 pessoas terão perdido a vida, esta terça-feira, após a queda de um avião militar na cidade indonésia de Medan, província de Sumatra, escreve a Reuters que cita as autoridades oficiais. 

“Por agora, sabemos apenas que 113 pessoas estavam a bordo do aparelho. Tudo indica que não há sobreviventes”, afirmou o comandante da Força Aérea da Indonésia, Agus Supriatna, à Reuters.


Em seguida, acrescentou que alguns dos passageiros eram familiares de militares da Força Aérea.



                 
                       Avião militar despenha-se em Medan  (Foto: Reuters/Irsan Mulyadi/Antara)

O local do acidente fica a cerca de cinco quilómetros da base. Este poderá ser o acidente mais mortal da história da Força Aérea Indonésia que conta, infelizmente, com um longo historial de acidentes.

À CNN, o porta-voz do exército indonésio, o Major General Fuad Basya, disse que o avião foi inspecionado na base da Força Aérea em Soewondo antes de levantar voo, tendo sido autorizada a sua descolagem. 

Algumas testemunhas garantem que o avião terá explodido segundos antes de se despenhar.

Fonte de um hospital local, que preferiu não se identificar, contou que já deram entrada na unidade de saúde 55 corpos.

Inicialmente, foi avançado que apenas seguia a bordo uma tripulação com 12 elementos.