As elites políticas e as personalidades mais influentes da área financeira a nível mundial estão reunidas desde terça-feira em Davos, na Suíça. A conferência com o mesmo nome da cidade suíça é promovida pelo Fórum Económico Mundial e pretende debater os principais tópicos da agenda global, da pobreza e desigualdade à proteção do planeta.

Com uma das regiões mais caras do mundo para se viver como pano de fundo, nem as celebridades da cultura pop querem ficar de fora deste acontecimento. Este ano, são cerca de 2500 participantes e além dos mais importantes líderes políticos e económicos, os músicos Pharrell e Will.i.am (dos Black Eyed Peas) estão entre os ilustres convidados.
 
E para as personalidades mais influentes do mundo há tudo do bom e do melhor.

A começar pela viagem.

A companhia aérea privada NET Jet, de Warren Buffett, deverá realizar cerca de 80 voos para transportar alguns dos convidados. Londres e Paris deverão ser as cidades com mais voos marcados para Davos ao longo dos seis dias de conferência.

Tratam-se de aviões privados com todas as comodidades possíveis: assentos confortáveis, camas, mesas grandes para refeições, uma ementa variada, tudo desenhado para uma viagem de máximo conforto.






Aterragem feita e chegados a Davos, os participantes da conferência podem desde logo desfrutar da paisagem, com as montanhas dos Alpes a preencherem um cenário deslumbrante.




A estadia, essa está reservada nos melhores hotéis como, por exemplo, o Hotel Beldevere.

Este fim de semana, o luxuoso hotel está lotado, mas no próximo mês já pode reservar uma suite, por cerca de 460 euros por noite. O preço refere-se ao quarto mais pequeno, mas a boa notícia é que inclui buffet de pequeno almoço.





À hora da refeição, nos hóteis os clientes poderão escolher entre as ementas ricas e sofisticadas. Mas se preferirem, também podem optar por um prato mais simples, como um simples hamburger que, no Hotel Seefof, deverá custar cerca de 30 euros. O preço não inclui bebida nem a gorjeta.

Tudo isto deverá ser desfrutado de forma tranquila, uma vez que foram implementadas fortes medidas de segurança. A vigilância permanente das forças especiais suíças promete afastar as possíveis ameaças.



Para bilionários como Bill Gates ou Michael Dell o universo de luxo de Davos não deve ser um problema.

Mas para outros participantes, sejam eles representantes de países mais pobres ou empresários com menor influência e poder, a estadia pode ser uma dor de cabeça. Como é o caso de Friede Springer, vice-presidente da editora digital alemã Axel Springer, que teve de solicitar aos seus executivos alguns esforços para conter as despesas.