"Um esforço paquidérmico" foi como a marinha do Sri Lanka, a antiga ilha de Ceilão, a sul da Índia, qualificou a operação de salvamento de dois jovens elefantes encontrados a nadar nas águas do oceano Índico.

Os elefantes foram avistados no domingo. Estavam assustados, em perigo de se afogarem. Barcos da marinha, mergulhadores com cordas conseguiram guiá-los para a praia.

A meio deste mês, um outro elefante foi também salvo nas águas do mar. A explicação para estes casos, adiantada pelas autoridades marítimas do Sri Lanka, é de que os animais terão sido arrastados pelas águas quando atravessavam lagoas existentes na selva onde vivem.

Após termos guiado os dois elefantes em segurança para a praia, eles foram depois libertados na selva, no distrito de Trincomalee", referiu a marinha cingalesa num comunicado.

Os dois jovens elefantes foram avistados e nadavam a cerca de um quilómetro da costa.

Tiveram imensa sorte por terem sido avistados por um barco patrulha, que alertou outros navios para ajudarem no salvamento", refere ainda o comunicado.

A marinha do Sri Lanka divulgou entretanto fotos e um vídeo da operação de salvamento dos dois jovens elefantes, no qual se pode assistir às dificuldades encontradas para convencer os animais a tomarem o rumo certo, até porem as patas na areia da praia.