Seis mil habitantes estão a ser retirados da pequena cidade tibetana de Zham, que faz fronteira com o Nepal, pelas autoridades chinesas devido ao risco de avalanches por causa do sismo de magnitude 7.8 de sábado.

Segundo as autoridades, o número de vítimas mortais mantêm-se nos 25, enquanto o número de feridos mais que duplicou de quarta-feira para hoje, atingindo os 797. No Nepal, o sismo causou mais de cinco mil mortos e fez mais de dez mil feridos.

A catástrofe atingiu mais de 2.500 casas, provocou danos em cerca de 26 mil assim como em 85 mil templos tibetanos. Quase 52 mil pessoas já foram retiradas das suas habitações.