O exército turco e os seus aliados locais do Exército Livre Sírio (ELS) conquistaram nas últimas horas uma dezena de localidades a sul de Jarablos, que estavam nas mãos das milícias curdas, noticiou o jornal Sabah.

O diário turco, considerado pró-governamental, indica que foram tomadas localidades situadas num raio de 20 quilómetros a sul de Jarablos, ocupada na passada quarta-feira após ter sido abandonada pelos jihadistas do Estado Islâmico.

De acordo com fontes militares do ELS citadas pelo Sabah, as localidades tomadas são Al Amarna e Ain al Baida, bem como outras oito nas redondezas.

A Turquia anunciou a morte de 25 "terroristas" curdos, mas o Observatório para os Direitos Humanos na Síria fala em mais de quatro dezenas de vítimas civis. Segundo o Observatório, pelo menos 20 morrem e 50 ficaram feridos na cidade de Jeb el-Kussa. Em Al-Amarneh, 20 civis morreram e 25 ficaram feridos na sequência dos ataques aéreos, de acordo com o testemunho dado à AFP. 

Os Estados Unidos condenaram esta segunda-feira a ofensiva turca.

“Deixamos claro que consideramos estes ataques, em áreas onde o Estado Islâmico não está presente, como inaceitável”, escreveu Brett McGurk, responsável pela coligação contra o Estado Islâmico.