Shamima Begum, Amira Abase e Kadiza Sultana, as três jovens britânicas que fugiram das suas casas, em Londres, para se juntarem ao Estado Islâmico, estão na Síria e fizeram saber junto das famílias que se “encontram bem”.
 
O anúncio, feito pelo advogado das famílias e reproduzido pela Sky na quinta-feira, revelou, no entanto, que as raparigas “já não estão juntas”.

As adolescentes, duas de 15 e uma de 16 anos, que fugiram em fevereiro, adiantaram, no entanto, que não deverão regressar ao Reino Unido.