As forças governamentais sírias assumiram o controlo total de uma cidade considerada chave a sudeste de Damasco, noticia esta quinta-feira uma estação de TV dirigida pelo Hezbollah, grupo libanês pró-Damasco. A retomada da cidade de Mleiha pelos militares seria um golpe para os rebeldes que a ocupavam há mais de um ano, refere a agência Reuters.

As forças governamentais sírias assumiram praticamente todo o controlo da cidade, após meses de combates, anuncia também o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). «O exército controla a maior parte de Mleiha, mas os combates prosseguem», afirma o diretor da ONG, Rami Abdel Rahman.

Uma fonte militar síria afirmou à AFP que o exército prossegue com as operações em Mleiha. «As tropas mataram um grande número de terroristas e perseguiam outros», diz a fonte.

Mleiha, situada a 10 quilómetros a sudeste de Damasco, é um reduto rebelde que o regime sírio tenta recuperar desde abril, apoiado por combatentes do Hezbollah libanês. A localidade é considerada estratégica, pois dá acesso a Ghuta oriental, uma região controlada pelos rebeldes.

O Governo controla Damasco, enquanto os rebeldes estão posicionados ao redor da cidade e lançam morteiros com frequência contra a capital.