Bashar al-Assad garantiu este domingo que está preparado para convocar eleições presidenciais antecipadas, se essa for a vontade do povo sírio.

A informação é avançada pela agência de notícias russa RIA, que, citando um deputado, acrescenta que Assad está disponível para discutir alterações à Constituição síria.

A informação surge um dia depois do ministro dos Negócios Estrangeiros russo ter dito publicamente que o Kremlin quer que Damasco prepare eleições.

A Rússia é um aliado chave para a Síria e tem levado a cabo bombardeamentos no país. Os ataques têm sido criticados pela comunidade internacional porque têm como alvo posições dos rebeldes, em vez de posições do Estado Islâmico.