Ataques aéreos a Raqqa, a ‘capital’ do grupo extremista Estado Islâmico na Síria, mataram 25 civis, seis deles crianças, informou esta quarta-feira o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

Outras dezenas de pessoas ficaram feridas, algumas em estado crítico”, indicou o Observatório, acrescentando que ainda não foi possível determinar os autores dos ataques, que ocorreram na terça-feira.

Os ataques aéreos acontecem depois de o Estado Islâmico desferir um significativo golpe contra as forças governamentais sírias, apoiadas pela Rússia, fazendo com que saíssem da província de Raqqa.