Pelo menos 76 pessoas, entre elas 28 crianças, morreram num ataque aéreo do exército sírio contra vários bairros de Alepo, no norte do país, revelou esta segunda-feira o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Helicópteros do regime sírio lançaram, durante a tarde deste domingo, barris com explosivos sobre as zonas de Ard al Hamra, Al Haidaria, Al Sajur e Sheij Said, entre outras.

Entre as vítimas mortais há ainda quatro mulheres e uma jovem de 18 anos.

Facões rebeldes respondem ao ataque

Várias fações rebeldes advertiram todos os centros militares e de segurança do regime de que os seus ataques são-lhes dirigidos e deram 24 horas aos civis para abandonarem as zonas.

Também a Brigada dos Livres de Sham ameaçou bombardear com projeteis as cidades de Nobl e Al Zahra, de maioria xiita, caso os ataques continuem contra Alepo.