O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon desloca-se no sábado ao Haiti para visitar zonas devastadas pelo furacão Matthew, numa altura em que a campanha para angariação de fundos atraiu poucos doadores.

Ban vai visitar Les Cayes, na costa sul do Haiti, uma das cidades mais duramente atingidas pelo Matthew, e encontrar-se com os líderes do país, indicou o seu gabinete. Na segunda-feira, secretário-geral da ONU disse ser necessária uma "resposta massiva" para lidar com a destruição, com 1,4 milhões de pessoas a necessitar de ajuda urgente depois de muitas cidades e vilas terem sido praticamente apagadas do mapa.

As Nações Unidas lançaram um ‘apelo relâmpago’ para 120 milhões de dólares para ajudar o Haiti a lidar com a pior crise humanitária desde o sismo de 2010. Apenas 6,1 milhões de dólares foram angariados até agora, cerca de 5% do total pedido, indicou o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric.

Pelo menos 473 pessoas morreram quando o furacão de categoria quatro atingiu o país a 4 de outubro.