A passagem de migrantes e refugiados da Sérvia para a Hungria está esta terça-feira totalmente bloqueada, dia em que foram estabelecidas, pelas autoridades húngaras, medidas restritivas para conter o fluxo de refugiados, indica a agência AFP.

Segundo testemunhos recolhidos pela AFP junto dos migrantes do Médio Oriente, alguns fugidos das zonas de conflito na Síria e no Iraque, os polícias húngaros proibiram a passagem a partir da meia-noite (23:00 de segunda-feira em Lisboa).

Na segunda-feira, o país assistiu à entrada de um número recorde de refugiados, 9.380 (no domingo tinham sido 5.809 os que cruzaram a fronteira).

Esta decisão da Hungria chega depois de a Alemanha, Eslováquia e Áustria terem ordenado o controlo das fronteiras e entrada de refugiados, suspendendo o acordo de Schengen, que permitiu a livre circulação de pessoas na União Europeia.