O Papa Francisco recebeu, esta sexta-feira, na praça de São Pedro, no Vaticano, cerca de 25 mil pessoas prestes a casar. Num evento sem precedentes, os casais beijaram-se, abraçaram-se e deram as mãos enquanto ouviam o Papa elogiá-los por terem coragem de fazer escolhas duradouras numa cultura descartável.

«Hoje, muitas pessoas têm medo de fazer escolhas duradouras. Fazer escolhas que duram a vida toda parece impossível, mas podem ser feitas», afirmou.

No meio da multidão, haviam ainda casais casados e que estavam na praça por ainda se sentirem jovens namorados.

«Queríamos estar aqui porque sentimos que o casamento é uma parte especial da vida», afirmou Rita de Petris, casada há 45 anos com Bruno De Petris, à Reuters.

Num discurso improvisado, o Papa destacou que os jovens casais não devem ter medo das dificuldades do casamento e ainda conseguiu fazê-los rir ao falar ... de sogras.

«Todos sabemos que a família perfeita não existe. O marido perfeito não existe e a mulher perfeita não existe», afirmou o Papa, acrescentando em tom de brincadeira «é melhor nem falarmos das sogras perfeitas».