As operações de salvamento na província de Yunnan, no sudoeste da China, prosseguem este domingo depois de um sismo de magnitude 5,3 ter abalado a zona provocando 26 feridos.

Mais de 1.600 membros das equipas de salvamento e resgate procuram por eventuais vítimas presas sob os escombros e na ajuda à reparação das estradas.

Fonte oficial da localidade de Yongshan, epicentro do terramoto ocorrido no sábado, disse à agência Xinhua, ser estável a condição de saúde das cinco pessoas que ficaram feridas com gravidade.