O Presidente ucraniano, Petro Proshenko, promulgou esta sexta-feira leis que proíbem símbolos soviéticos e propaganda da era comunista, anunciou o seu gabinete, depois de as medidas terem sido fortemente criticadas pela Rússia quando foram aprovadas no parlamento, em abril.

As leis “proíbem símbolos soviéticos, condenam o regime comunista, abrem os arquivos dos serviços especiais soviéticos” e reconhecem oficialmente o papel de um grupo nacionalista que lutou pela independência da Ucrânia em meados do século XX.

Além de terem irritado a Rússia, as medidas exacerbaram as tensões com os rebeldes pró-russos na Ucrânia.