O líder dos separatistas pró-russos na região ucraniana de Luhansk anunciou esta quinta-feira a sua demissão do cargo, uma vez que se encontra ferido.

O comunicado de Valery Bolotov, até agora líder da auto-proclamada República Popular de Luhansk, foi transmitido pela estação russa Rossiya 24.

Esta é a segunda demissão em poucos dias na liderança dos separatistas. Também Aleksander Borodai, número 1 da República Popular de Donetsk, decidiu abandonar o cargo.

Neste caso, a decisão foi uma tentativa de separar Moscovo dos confrontos na Ucrânia, uma vez que Borodai é um cidadão russo.