Um condutor invadiu a calçada da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, causando a morte a um bebé de oito meses e provocando 16 feridos, esta quinta-feira. 

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, quatro feridos, entre eles duas crianças e um turista australiano, estão em estado grave. 

O acidente ocorreu por volta das 20:30 (22:30 Lisboa) e os feridos foram levados para diferentes hospitais. 

O condutor já foi identificado e detido. À polícia, o homem, de 41 anos, disse que perdeu o controlo do carro depois de ter sofrido um ataque epilético. Nos últimos cinco anos, este homem acumulou 62 pontos por infrações e 14 multas. 

Assim que o veículo se imobilizou na praia, o carro foi de imediato cercado por populares. No entanto, a polícia conseguiu chegar a tempo de evitar que o condutor fosse agredido.

Chegamos a tempo de evitar que ele fosse linchado. Levámos, de imediato, o condutor para a esquadra para que prestasse depoimento e, depois, fosse encaminhado para o Instituto Médico-Legal, onde faria exames", revelou o coronel Angelotti, acrescentando que no carro foi encontrada uma caixa de medicamentos para a doença.

Já na esquadra, o condutor afirmou que teve um "apagão" por causa da epilepsia. A polícia está a investigar o caso.

Testemunhas contam que o carro seguia em alta velocidade embora o trânsito, no momento em que o acidente ocorreu, fosse lento. As pessoas que estavam na praia também relataram que o condutor virou o veículo, de repente, e subiu no passeio, só parando na areia.