Uma mulher de 30 anos atirou os três filhos de uma janela do segundo andar, durante um incêndio no prédio onde vive em Pyeongtaek, na Coreia do Sul. Ela própria também teve de saltar pela janela.

O salvamento insólito aconteceu este sábado, 30 de abril, e o momento foi registado por populares que se juntaram no local e assistiam às manobras de resgate.

A família de Prince Enyioko, oriunda da Nigéria, ficou presa no andar onde vivem depois de ter deflagrado um incêndio no edifício. As crianças de 1, 3 e 4 anos estavam em casa com mãe quando se aperceberam do fogo.

O sargento da Força Aérea dos EUA, Daniel Reimondo, disse à CNN que estava a passar perto do local quando avistou fumo e foi ver o que se passava.

Depois de analisar o cenário com outro militar, procuraram encontrar materiais que pudessem ajudar no salvamento das pessoas encurraladas. Recolheram cobertores para amortizar a queda e incentivaram a mulher a atirar os filhos pela janela.

Ela parecia estar com medo e não queria atirar os filhos”, disse o sargento. “O último bebé foi o mais difícil, ela não o queria largar por algum motivo”, acrescentou.

Depois de ter salvado as três crianças, também a mulher foi encorajada a sair pela janela.

Havia muito fumo, mal podíamos ver a mulher naquele momento”, disse o militar norte-americano.

Apesar do aparato do salvamento, as três crianças e a mulher não sofreram qualquer ferimento na queda do segundo andar. Depois de resgatadas, as vítimas foram assistidas devido à inalação de fumo provocada pelo incêndio.