As autoridades argelinas vão repatriar nos próximos dias mais de 1.500 migrantes de várias nacionalidades africanas, informou esta segunda-feira a agência estatal APS.

De acordo com a APS, o “último contingente”, composto por 796 migrantes, rumo ao centro de acolhimento de refugiados na cidade de Tamanraset, na fronteira com o Mali, saiu esta segunda-feira da cidade meridional de Uarfla.

Os migrantes são provenientes do Níger, Mali, Senegal, Camarões, Gâmbia, Guiné, Libéria e Burkina-Faso e foram transportados para a fronteira por 21 autocarros.

Entre quinta-feira e sábado, dois grupos de cerca de mil pessoas foram transportados de Uargla para Tamanraset.

A região do Saara argelino, fronteira com quatro países com grande instabilidade e pobreza, é trânsito para milhares de subsaarianos que tentam chegar ao continente europeu.

Durante o ano de 2015, cerca de 413 pessoas do Níger foram repatriados pelo Governo argelino, no âmbito de um programa de cooperação bilateral entre a Argélia e aquele país.