Um submarino nuclear britânico chocou com um navio mercante espanhol, na passada terça-feira, junto ao Estreito de Gibraltar, de acordo com as informações presentes no comunicado do Ministério da Defesa britânico.

O submarino britânico HMS Ambush, cujo reator é dos mais modernos modelos de reação nuclear, realizava exercícios de treino na zona quando colidiu com o navio mercante espanhol. Do embate não resultaram danos substanciais: apesar dos pequenos estragos na parte exterior do submarino, o reator nuclear de classe Astute manteve-se intacto. Também no caso do navio, os danos não foram significativos e não resultaram feridos.

Ainda que, segundo o ministério dos Assuntos Exteriores espanhol, o governo tivesse conhecimento da presença do submarino na zona, a marinha britânica reconheceu que o Executivo espanhol carece de dados relativos ao acidente para poder corroborar as informações fornecidas pela marinha britânica.

Apesar de não apresentar danos que aparentassem pôr em causa a segurança da população, após o embate o submarino atracou no porto de Gibraltar para serem feitas revisões mais aprofundadas.

Segundo o jornal espanhol El País, as autoridades britânicas rapidamente se prontificaram a abrir uma investigação para descobrir qual o motivo do acidente.