A deputada britânica Danielle Rowley, do Partido Trabalhista Escocês, expôs, esta quinta-feira, a própria intimidade na Câmara dos Comuns do Parlamento britânico. A mulher chegou atrasada à reunião parlamentar e, depois de lhe ter sido dado um tempo para se recompor, disse: 

Obrigada, senhor porta-voz. Gostava de lhe anunciar a si e à Câmara - e talvez desculpem o meu atraso - que hoje estou com o período. E isso já me custou hoje 25 libras (28 euros). E sabemos que, em média, por ano, a menstruação custa a cada mulher 500 libras (567 euros) e muitas mulheres não conseguem suportar esse custo." 

 

O que está a fazer a ministra para combater a pobreza na menstruação?", questionou Danielle, como mostra um vídeo que a própria divulgou no Facebook.

Foi Victoria Atkins, deputada do Partido Conservador e secretária de Estado com o pelouro da igualdade, quem respondeu a Rowley, afirmando que o Governo já se comprometeu a remover os impostos nos produtos higiénicos femininos. 

Quando sairmos da União Europeia, os impostos vão ser retirados destes produtos e o seu custo irá ser menor", afirmou Atkins.

Victoria Atkins acrescentou ainda o compromisso do Governo de fornecer gratuitamente produtos de higiene pessoal para adolescentes, como tampões e pensos higiénicos, em escolas e universidades do Reino Unido.